Festa do batismo da Beata Nhá Chica, na comunidade do Banquinho

Neste terceiro domingo da Páscoa, 18 de abril, os fiéis da comunidade do Banquinho, pertencente à Paróquia de Santo Antônio, em Tiradentes, se reuniram com grande fé, respeitando todas as normas sanitárias, para celebrar a festa do batismo de sua padroeira, a beata Nhá Chica, como é conhecida a bem-aventurada Francisca de Paula de Jesus. Houve número limitado de fiéis, aferição de temperatura e todos os presentes tiveram que respeitar o distanciamento social e usar máscaras devido à pandemia da Covid-19.

Batizada em Santo Antônio do Rio das Mortes, distrito de São João del-Rei, no dia 26 de abril de 1810, a beata foi para a cidade de Baependi ainda pequena e ali viveu até sua morte. Dentre os poucos pertences, levou consigo uma imagem de Nossa Senhora da Conceição, a qual era devota e possuía profunda intimidade e espiritualidade. Do seu nascimento até sua morte, Nhá Chica teve uma vida marcada pela fé, pela humildade e pela busca do bem ao próximo. A festa de seu batismo faz memória do recebimento do sacramento ao qual ela foi fiel durante toda sua vida.
A celebração na comunidade do Banquinho ocorreu às 14h na capela que ainda está em fase de construção e que será dedicada à beata. A Missa festiva foi presidida pelo pároco da Paróquia de Santo Antônio de Tiradentes, padre Álisson André Sacramento, que conduziu, ao final da celebração, homenagens e preces a Nossa Senhora da Conceição e à beata Nhá Chica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui