Diocese decreta retomada das celebrações a partir do dia 15 de agosto

Na manhã desta quarta-feira, 05, o bispo diocesano de São João del-Rei, Dom José Eudes Campos do Nascimento, juntamente o vigário Geral, padre Geraldo Magela da Silva, e os demais membros do Colégio de Consultores e Conselho Presbiteral, se reuniram de forma remota, através de uma videoconferência, para avaliar a atual situação vivenciada neste tempo de pandemia e a viabilidade na retomada das celebrações.

Segundo o decreto, as celebrações poderão ser realizadas a partir do dia 15 de agosto, seguindo diversas recomendações para a maior segurança de todos. As atividades pastorais e de natureza formativa (encontros de oração, catequeses e reuniões) continuam suspensas. Confira na íntegra o documento oficial:

PROTOCOLO DE RETOMADA DAS CELEBRAÇÕES DIOCESE DE SÃO JOÃO DEL-REI

“Cuidai de vós mesmos e de todo o rebanho.” (At 20, 28)

Já há quatro meses nossa Diocese observa as recomendações sanitárias emanadas do poder público e autoridades sanitárias, desse modo, restringimos a participação de fiéis nas celebrações. Com isso, demos nossa parcela de colaboração, de modo responsável e cristão, a favor da vida de nosso povo. Compete às autoridades públicas e sanitárias constatar se já existem condições suficientes para uma retomada gradual das atividades sociais, dentre elas, as atividades religiosas. Contudo, compete somente ao bispo diocesano, ouvido o Colégio de Consultores e o Conselho Presbiteral, discernir e determinar o momento exato de retomar as atividades religiosas no território de sua diocese. Desse modo, após reunião realizada com os membros do Colégio de Consultores e Conselho Presbiteral hoje, dia 05 de agosto, definimos a retomada das celebrações com presença do povo. Estabelecemos que será a partir do dia 15 de agosto de 2020, de modo criterioso, e nos seguintes termos abaixo:

  • A respeito do número de participantes seja respeitada a marca de 30% da capacidade do templo e nunca mais que isso. Onde houver a recomendação das autoridades competentes estabelecer outro número, esta orientação seja acolhida.
  • Seja mantida a distância de segurança de 2 metros entre os participantes das celebrações.
  • Que as celebrações não extrapolem a duração de uma hora e a comunhão aos fiéis seja dada, única e exclusivamente, na mão.
  • O uso de máscara é obrigatório durante as celebrações.
  • As ofertas e o dízimo sejam sempre entregues ao final da celebração.
  • Recomendamos que pessoas idosas e com fatores de risco não participem das celebrações.
  • Onde houver necessidade, a juízo do Pároco ou Administrador Paroquial, as celebrações poderão ser multiplicadas de modo a atender um maior número de fiéis.
  • O Pároco ou Administrador Paroquial juntamente com o Conselho de Pastoral Paroquial defina como e quando acontecerão as celebrações nas Comunidades.
  • Lembramos que durante a Pandemia todos os fiéis estão dispensados do Preceito da Missa Dominical. Como não será possível acolher a todos nas Missas Dominicais, que os fiéis possam fazer a opção por participarem das Missas durante a semana.
  • A definição de quem irá participar das Celebrações seja feita de modo criterioso mediante agendamento na secretaria paroquial.
  • Em caso de Missas com intenções de sétimo dia, bodas, aniversários, seja dada preferência de participação aos familiares.
  • As transmissões pelas mídias sociais sejam mantidas de modo que, aqueles que não podem participar presencialmente, tenham oportunidade de acompanhar as celebrações.
  • Ficam vedadas as procissões e Missas Campais. As Missas de Exéquias (corpo presente) também continuarão suspensas, vigorando a prática da Encomendação no local do velório.
  • Para as celebrações seja organizado o fluxo de pessoas na Igreja da seguinte forma: uma só entrada dos fiéis onde haverá o controle e a aferição da temperatura de todos. Os fiéis deverão sair, ao final da celebração, por outra porta distinta.
  • Cada Paróquia ofereça aos fiéis Álcool em Gel ou Álcool 70% na entrada das Igrejas para higienização.
  • Seja organizada uma equipe de limpeza para a correta higienização e assepsia do ambiente celebrativo, bem como dos vasos e utensílios utilizados nas liturgias.
  • Os sanitários e bebedouros das Igrejas devem ser interditados.
  • Promova-se ventilação do espaço celebrativo deixando durante a celebração janelas e portas abertas.
  • Para a celebração comunitária do batismo deve vigorar o mesmo percentual de participação, ou seja, 30% da capacidade de cada templo. Assim, pedimos atenção quanto ao número de crianças em cada celebração. Será permitida na celebração batismal somente a presença de pais e padrinhos de batismo.
  • Como a celebração batismal exige contato físico do ministro do batismo com a criança, recomendamos a leitura prévia das indicações da Comissão de Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Confira: https://www.cnbb.org.br/cnbb-envia-aos-bispos-do-brasil-orientacoes-liturgico-pastorais-para-retorno-as-atividades/
  • No tocante à Celebração Matrimonial, serão admitidas a presença dos pais dos noivos e das testemunhas (padrinhos) somente .
  • Para a Celebração dos demais Sacramentos consultar as indicações da Comissão de Liturgia da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Confira: https://www.cnbb.org.br/cnbb-envia-aos-bispos-do-brasil-orientacoes-liturgico-pastorais-para-retorno-as-atividades/
  • Para a maior segurança de todos, os Ministros Ordenados (Bispos, Padres e Diáconos) façam o teste para a COVID-19 antes da retomada das Celebrações Presenciais.
  • As atividades pastorais e de natureza formativa (encontros de oração, catequeses e reuniões) continuam suspensas.
  • Nas cidades e paróquias onde não seja possível a retomada das celebrações em virtude de legislação local, sejam observadas as recomendações das autoridades locais e sanitárias.
  • Orientamos que diante de um possível agravamento da pandemia na região ou no município haja suspensão imediata das atividades religiosas, priorizando a vida e saúde das pessoas.

Conclamamos os presbíteros, diáconos, religiosos(as) e leigos(as) a sermos corresponsáveis no cuidado com a vida e na prevenção da disseminação do CORONAVÍRUS.

Neste tempo de pandemia suplicamos a intercessão de Nossa Senhora do Pilar, Padroeira de nossa Diocese, e do glorioso São Sebastião para que o Senhor Nosso Deus nos livre desta terrível pandemia.

Em Cristo!

São João del-Rei, 05 de agosto de 2020.

 

Dom José Eudes Campos do Nascimento

Bispo Diocesano

 

Pe. Geraldo Magela da Silva

Vigário Geral

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui